Domingo, 26 de Junho de 2005
Praia

DSCN3611.JPG


Heroísmos


Eu temo muito o mar, o mar enorme,
Solene, enraivecido, turbulento,
Erguido em vagalhões, rugindo ao vento;
O mar sublime, o mar que nunca dorme.


 


Eu temo o largo mar, rebelde, informe,
De vítimas famélico, sedento,
E creio ouvir em cada seu lamento
Os ruídos dum túmulo disforme.


 


Contudo, num barquinho transparente,
No seu dorso feroz vou blasonar,
Tufada a vela e n'água quase assente,


 


E ouvindo muito ao perto o seu bramar,
Eu rindo, sem cuidados, simplesmente,
Escarro, com desdém, no grande mar!


Cesario Verde



publicado por almadaescuridao às 01:27
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

MUDEI!!!

Levaste A Minha Vida

Não critiques...

:):

Dia Da Mulher

Caminho

Finalmente aqui

Sou apenas...

Pôr do sol

Mais um desafio..

arquivos

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

DOCE E ANGELICAL
Template by an@kel

Todos os direitos reservados © - Proibida a copia total ou parcial

blogs SAPO
subscrever feeds